Casal se apaixona em balada, casa e agora herdará trono da Etiópia


Um casamento na Etiópia chamou a atenção do mundo. O casal Ariana Austin, de 33 anos, e Joel Makonnen, de 35, se conheceu em 2005 numa boate em Washington (EUA), e, sem saber que Joel era literalmente um príncipe, Ariana aceitou iniciar um namoro com o rapaz, que, alguns anos depois, pediu sua mão em casamento. A cerimônia foi celebrada no dia 09 de outubro, foi bastante característica e atraiu muitas pessoas, pois se tratava da festa de um membro da família real. Em entrevista ao jornal norte-americano The New York Times, o príncipe, que é bisneto de Haile Selassie, último imperador da Etiópia, contou que decidiu manter segredo sobre sua linhagem no início do relacionamento, optando por conquistar a moça por “outros motivos”. A atual esposa afirmou não ter desconfianças inicialmente sobre a identidade dele, mas que o seu conhecimento a impressionava. “Ele contou coisas pesadas. Mencionou até mesmo a revolução da Etiópia. O assunto era intenso para um rapaz de 23 anos”, disse ela. Instantes após conhecer a descendente afro-americana e guianesa, o Sr. Makonnen quis vivenciar mais do que uma amizade. “Não demorou nem cinco minutos para eu falar: Você vai ser minha namorada”, relembrou.



A celebração de união dos dois durou cerca de 11 horas e eles descreveram em seu site de casamento que a ocasião foi um encontro entre a aristocracia do Velho Mundo com o encanto do Novo Mundo. A igreja ortodoxa egípcia de Tewahedo de Debre Genet Medhane Alem em Temple Hills foi o palco do evento, que reuniu mais de 300 convidados. Embora os dois não estivessem em busca do “parceiro ideal” na época em que se conheceram, explicaram que o sentimento foi maior do que as circunstâncias. “Eu acho que nós dois sentimos esse fato de que este era o nosso destino”, pontuou Ariana. A construção do amor ao longo dos mais de 10 anos de namoro também enfrentou dificuldades. Levando muito a sério a formação profissional, o casal teve de enfrentar a distância, quando o príncipe decidiu morar 6 meses na França para trabalhar em sua área de atuação e a norte-americana foi fazer mestrado em Harvard. Os dois deram um tempo no relacionamento nesse período, mas logo perceberam que não conseguiam viver longe um do outro e reataram a união, que, em 2014, resultou em um noivado. Joel Makonnem nasceu em Roma no período em que os seus pais, o príncipe David Makonnen e a princesa Adey Makonnen, estavam exilados da Etiópia por defenderem o anticolonialismo africano. A família do noivo faz parte da dinastia salomônica, cujo reinado terminou em 1974.